Blog do PAULO MELO

terça-feira, 2 de julho de 2013

Polícia vai interrogar distrital Cristiano Araújo

O parlamentar e pessoas ligadas a ele constam em um pedido de indiciamento por fraude em licitação feito pela Polícia Civil

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) quer que o deputado Cristiano Araújo (PTB) preste esclarecimentos à Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Deco) a respeito das denúncias de envolvimento em irregularidades na contratação de pesquisadores na Fundação de Apoio à Pesquisa do DF (FAP-DF)..

O inquérito chegou ao MP na última sexta-feira e está nas mãos da Assessoria Criminal da Procuradora-Geral de Justiça do Distrito Federal, Eunice Pereira Amorim Carvalhido, e já foi enviado ao desembargador José Jacinto Costa Carvalho, relator do caso no Conselho Especial do Tribunal de Justiça do DF e dos Territórios (TJDFT). Além da oitiva do petebista, os promotores pediram o depoimento de outras cinco pessoas.

O magistrado vai analisar a solicitação do Ministério Público, e, caso a considere pertinente, devolverá o inquérito para a Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Deco). “O prazo concedido foi de 30 dias para ouvir o deputado e as testemunhas que faltam. Acreditamos ser tempo suficiente para que isso seja feito. Depois disso, o inquérito volta e podemos dar a nossa manifestação conclusiva, seja pela denúncia ou não dos investigados. Estamos dando uma oportunidade para o deputado falar a versão dele”, explica o promotor Antonio Henrique Graciano Suxberger, assessor da Procuradoria-Geral de Justiça. De acordo com agentes ouvidos pelo Correio em, no máximo, 15 dias novas diligências devem ser concluídas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MAIS VISTAS